LIVROS QUE RECOMENDO

Livros Que Recomendo:

 Estações da Vida

Histórias de Solidariedade e Esperança Criação coletiva de autores ligados ao Re Vida, centro para o apoio psicológico de quem tem a doença.
autores: Edmundo Barbosa – Vera Bertacchi – Virginia Garcia de Souza
com Januaria Cristina Alves
editora: ARX

 Câncer Direito e Cidadania

Informações que pacientes e familiares precisam ter em mente.
autora: Antonieta MG Barbosa
edições: Bagaço
Leitura simples e muito útil para quem deseja conhecer os atalhos da lei a favor do paciente com câncer.

O Livro dos Segundos Socorros

Completando dez anos de atividades em setembro, os Doutores da Alegria, grupo de atores profissionais pioneiro eespecializado em levar alegria para crianças internadas em hospitais de São Paulo e Rio de Janeiro, já visitou mais de 200 mil crianças hospitalizadas.

"Ficar doente não é nada engraçado e, mesmo nessa condição, crianças não deixam de ser crianças", explica Wellington Nogueira. "Todas elas continuam querendo brincar, levando uma vida normal. Isso é o que nós aprendemos ao longo de dez anos de trabalho junto desses professores-mirins e é o que queremos transmitir com este livro".

Com 44 páginas, o livro possui jogos, brincadeiras e dicas paras as crianças hospitalizadas. "A primeira lição que a garotada nos ensina é que não se deve perder aquilo que está bom e saudável em nós: a capacidade de se divertir", explica Wellington. Repleto de ilustrações, desenhos coloridos e personagens cativantes, a publicação oferece, entre outros atrativos:

– Espaços para as crianças escreverem e destacarem bilhetes carinhosos e engraçados para a equipe médica, pais e amigos.

– Um Pequeno Dicionário de Segundos Socorros, como por exemplo: Compressa – Médico que passa rapidinho no quarto / Cesariana – Casal formado por César e Ana.

– Calendário de Enfermérides, com o Dia da Língua (hoje todo mundo mostra a sua para todo mundo), Dia da Piada Infame, Dia Mundial da Abobrinha, Dia do Biscoito.

– Quadro ilustrado com Hospital de Heróis, como o Tocha Humana (que chegou ao pronto-socorro ardendo em febre) e Branca de Neve (que teve uma crise de anemia e veio acompanhada de Atchim, que andava muito resfriado).

– Jogo do Mico – ideal para jogar com o médico ou a enfermeira na hora de tomar o remédio. Basta recortar as cartas, embaralhar e pedir para o participante tirar uma carta e cumprir o que estiver escrito nela. Os níveis de dificuldades são três: Fácil, Médio e Super-Hiper-Mega Difícil.

– Jogo Bem Star Wars – regras, dados e pecinhas vêm junto com este jogo, no qual as crianças partem de um ponto na página e avançam várias casas até chegarem no objetivo final, que é "Parabéns, Você venceu o resfriado".

– Jogo de Adivinhação – O que é o que é uma folha toda furadinha? Uma receita de médico acupunturista. O que é o que é um pontinho preto num microscópio? É uma black-téria.

– Brincadeira de corte e recorte "Vista seu Médico" – com o desenho de um médico e uma médica e várias peças de roupas "clownescas", para vesti-los.

– Dicas – ilustrações e texto bem humorado explicando o que são germes, quem são os defensores do corpo e como lidar com eles.

– Placas com mensagens engraçadas para recortar, montar e enfeitar o quarto do hospital.

– Receituário de Segundos Socorros – injeção de ânimo, tomar coragem duas vezes ao dia, passar pomada e toda a roupa, jogar a bula e ler a bola.

– Canto Secreto – espaço com o nome preenchido pela criança,para ela escrever algo secreto e seguir as instruções para guardar o texto no esconderijo.

– Exame Médico com testes de múltipla escolha: "O que é um médico de plantão": a) um médico que cura samambaias b) um médico que atende palmeiras c) médico que sobe em coqueiros .

A CADA LIVRO VENDIDO, OUTRO SERÁ DOADO PARA UMA CRIANÇA HOSPITALIZADA.

Doutores da Alegria (texto final e coordenação editorial de
Marcelo Duarte e Wellington Nogueira)

capa, ilustração, projeto gráfico:
Orlando Pedroso
Editora Panda

 

 

 "Por uma vida inteira"

Livro é jóia doada por alguém que sofreu o câncer de mama

"Por uma vida inteira", da jornalista Sylvia Leal, não é um daqueles livros que falam sobre o câncer e assustam os leitores.
E também está longe de ser um tratado científico. Na verdade, é um prazer devorar suas páginas, já que não intimida ler sobre um tema tão ameaçador, por causa da fluência da autora em contar sobre o universo psicológico da mulher que está doente e a lastimável falta de recursos oferecidos pelo governo na prevenção do câncer de mama pelo país afora.

Realmente, o formato escolhido por Sylvia foi feliz. O livro utiliza as entrevistas de mulheres que souberam, apesar da fragilidade que a descoberta do câncer provoca, mudar e melhorar suas vidas, intercaladas aos capítulos de percepções comprovadas por seus estudos durante sua execução.

A autora também aborda enfaticamente a questão da falta de aparelhagem, como o reduzido número de mamógrafos disponíveis no Brasil, fundamentais para a prevenção do câncer de mama. Percebe-se que há por trás da realização do projeto do livro uma parceria com profissionais da área da saúde, dando consistência às informações apresentadas.

A psicanalista Jacirema Ferreira e os médicos Antonio Nisida, Mauro Speranzini e Roberto Vieira são apresentados logo no início do livro como os seus consultores. Mas, certamente, sem os anos de experiência jornalística de Sylvia, "Por uma vida inteira" não conseguiria ter um tom tão objetivo e linguagem acessível.

O texto é impecável. Mas, o relato expõe que a autora foi vítima deste problema, ocupando hoje a segunda causa de morte entre as mulheres.

Deve ser por isso que, além dos depoimentos de quem venceu a doença, as Marta, Alice, Alda Judith e Antonieta, há, no livro, uma veia poética de alguém que escreveu sobre a própria experiência, sem perder, no entanto, o foco da responsabilidade de informar com a precisão de quem esteve calcada em dados de pesquisas.

E o mais saudável do livro é que a jornalista consegue dar uma aula sobre estes membros femininos, apresentando detalhes tão comuns às mulheres. Esse é o caso do capítulo "Seios de muitos significados": "Seio da terra. Não é à toa que assim nos referimos ao âmago, ao mais profundo, ao que é fértil e pródigo. Símbolo da mãe-natureza e, portanto, das entranhas, expressão maior da vida."

No livro, a autora explica de forma convincente o que pode ser natural ou preocupante em relação ao choque de um diagnóstico positivo e aos sintomas em geral. A compreensão de cada etapa do tratamento é fundamental para a própria recuperação da paciente. Confiança nos médicos que as atendem, tudo conta nessa hora. Sylvia traz em seu livro, sobretudo, uma vontade de desmistificar o câncer como uma doença fatal, oferecendo o pragmatismo de que é possível transmitir conselhos úteis para superar o problema.

Ela parte do pressuposto de que a dura realidade de se ter câncer de mama pode ser transposta, um dia após o outro. O resultado do trabalho de "Por uma vida inteira" é uma jóia doada por Sylvia a cada uma das mulheres, doentes ou não, que sabem o significado dos seios para sua feminilidade, principalmente quando ameaçados pela tragédia do câncer de mama. Num momento como esse, não é só a vida que fica em jogo, porém a auto-estima e a própria dignidade.
Provavelmente, a autora concorda com o ditado: "aquilo que não mata, fortalece ainda mais". E, mesmo não sendo nenhum livro de auto-ajuda, "Por uma vida inteira" é extremamente "pra cima". Vale a pena conferir.

Indicação para o prêmio
Jabuti na categoria reportagem (Ed. Record)

revista Hands nº 4 – junho / julho 2001

 

A Guerra Contra o Câncer
A revolucionária descoberta da angiogênese e as novas perspectivas para a cura do câncer
autor: Robert Cooke
editora: Objetiva
Narra a história de Judah Folkman, sua luta para levar adiante a pesquisa da angiogênese e seu impacto decisivo para a medicina no século XX.
O autor usa uma linguagem envolvente para contar a aventura do famoso médico, mostrando os bastidores da comunidade científica, com suas vaidades, políticas e fraquezas.
O livro também desperta a curiosidade do leitor para um assunto distante de seu cotidiano, estimulando seu interesse sobre a angiogênese.

 

MINHAS RAZÕES TUAS RAZÕES
A origem do desamor

Nessa obra, o psiquiatra Paulo Gaudencio desvenda os mecanismos da culpa.

Com 41 anos de experiência clínica, o autor fala claro, usando humor e exemplos concretos para identificar esse sentimento, que a tantos tortura.

Leitura séria, porém divertida.
Autor: Paulo Gaudencio
Editora Gente

 

Câncer manual de orientação para pacientes e interessados
"O melhor paciente é aquele informado"
Francisco Ricardo Gualda Coelho
Mestre e Doutor em Oncologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP.
Médico do Departamento de Ginecologia – Cirurgia Pélvica do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer / IBCC/SP
Editora: ROBE – Editorial
Rua Santa Isabel, 267 – 01221-010 – São Paulo/SP
Tel/Fax: (0xx11) 220.6620 – 221.2187 – 222.0542

 

SABOR E VIDA
Alimentação para a Prevenção do Câncer

De forma simples e didática, os autores fornecem informações preciosas sobre a alimentação como meio de manter a saúde e prevenir o câncer.

Leitura agradável, com dicas práticas e receitas fáceis.
Autores: Nestor Schor, Carlos Dzik, Lise Aron
Editora Campus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: