REPOSIÇÃO HORMONAL

 

MENOPAUSA: SINTOMAS E TRATAMENTO

 

                        A menopausa é uma das várias fases da vida da mulher. Não é uma doença, mas, simplesmente, uma  alteração natural, fisiológica, em que há a redução dos níveis de seus hormônios sexuais. Assim como a menarca (primeira menstruação) registra o início da vida produtiva, a menopausa (último sangramento) marca o fim do período fértil e também dos ciclos menstruais.

                        Antes de chegar à menopausa, há um período chamado climatério, durante o qual o corpo da mulher vai se preparando para passar da fase reprodutiva à não-reprodutiva. Nesse período, que se inicia por volta dos 40 anos de idade, duas das principais funções ovarianas vão diminuindo: a produção de óvulos para uma possível fecundação e a de hormônios que garantam o desenvolvimento do embrião em seus estágios iniciais. Quando essas duas funções cessam, acontece a menopausa, indicando que os ovários pararam de funcionar.

                        A progressiva redução das funções ovarianas determina irregularidades na ovulação e na menstruação, sendo que, nesta, as irregularidades se manifestam na duração, intensidade e periodicidade.

                        A menopausa costuma acontecer entre os 45 e os 55 anos de idade, mas também pode ocorrer por volta dos 40 anos. Quando uma mulher ainda tem útero e ovário, o diagnóstico é confirmado com as seguintes constatações:

 

                        – ausência de menstruação há um ano ou mais;

                        – baixos níveis de estradiol (do grupo dos estrógenos);

                        – altos níveis do FSH (hormônio folículo estimulante) e do LH (hormônio luteinizante).

                        Relacionar a menopausa a estados emocionais, como solidão e depressão, é parte do mito que se criou a respeito desse período em que, impossibilitada de engravidar e sujeita a uma série de sintomas físicos desconfortáveis, a mulher pode deixar-se dominar por um sentimento generalizado de perda. Todavia, as modificações emocionais da mulher durante a menopausa, que podem ou não determinar distúrbios emocionais mais sérios, vão depender da qualidade de vida que ela tinha antes.

 

OBSERVAÇÃO: O fim da fase reprodutiva (menopausa) não significa o fim da fase produtiva da mulher. Existe vida após a menopausa!

 

ESCLARECENDO A MENOPAUSA

 

                        Apesar os sintomas do climatério (período que antecede a menopausa) culminarem na menopausa, essas palavras não têm o mesmo significado:

                        – climatério (pré-menopausa) é aquela progressiva da capacidade reprodutiva e de produção de hormônios sexuais:

                        – menopausa é o nome dado à última menstruação seguida de um período de um ano sem menstruar.

 

                        Neste texto, vamos adotar o mesmo significado para as duas palavras.

 

PRÉ-MENOPAUSA

 

                        Pré-menopausa ou climatério é a fase em que a mulher começa a sentir os efeitos da redução da progesterona e do estrogênio no seu corpo. Esse período pode durar cerca de quatro anos. Nele, as menstruações podem ficar mais escassas ou mais abundantes, podem durar mais ou menos tempo, assim como o intervalo entre elas pode ser maior ou menor.

                        Ao contrário do que muita gente pensa, não há relação entre a precocidade ou atraso na menarca (primeira menstruação) e a idade mais precoce ou tardia da menopausa. Tampouco existe relação entre a idade em que a menopausa ocorre para uma mulher e a idade em que ocorreu para sua mãe, avó, tias, etc. Não há, até agora, relação genética detectada para quando a menopausa se instala.

 

SINTOMAS

 

                        Para a maioria das mulheres, a queda dos níveis hormonais pode ser acompanhada de uma série de desconfortos físicos e psicológicos; enquanto, para outras, pode se dar forma absolutamente assintomática.

                        Durante o climatério, os sintomas clássicos são a irregularidade no ciclo menstrual, uma certa irritabilidade, nervosismo e insônia. À medida que a menopausa se aproxima, esses sintomas se tornam mais diversificados, podendo ter intensidades diferentes de uma mulher para outra.

 

ONDAS DE CALOR E SUORES NOTURNOS

 

                        Os famosos “fogachos” e suores noturnos costumam ser intensos, ascendentes (tórax,pescoço e face) e de curta duração. Como acontecem geralmente à noite, podem prejudicar o sono e o rendimento no dia seguinte.

 

PERDA DA LIBIDO E SECURA VAGINAL

 

                        A perda do apetite sexual vem junto com a diminuição do trofismo vaginal (qualidade de consistência, espessura e saúde da mucosa vaginal), que provoca o ressecamento da vagina, dificultando a relação sexual.

 

PELE, CABELO E UNHAS

 

                        Na menopausa, a pele costuma ficar seca, os cabelos se tornam quebradiços e as unhas ficam enfraquecidas.

 

OBESIDADE

 

                        Na menopausa não tratada, o corpo da mulher se modifica, tendendo à obesidade, com acúmulo de gordura, principalmente no abdômen, se a mulher parar de se cuidar. O ganho de peso aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

 

SINTOMAS DIVERSOS

 

                        Palpitações, dores nas articulações, tontura, dores de cabeça, aumento da irritabilidade, dificuldade de concentração, depressão, diminuição da atenção, diminuição e falhas de memória, ansiedade e boca seca. Esses sintomas podem ser amenizados com atividade física, alimentação saudável e satisfação profissional.

 

                        Mesmo sendo uma fase normal da vida da mulher, o climatério merece atenção, supervisão e cuidados médicos. Isso, não apenas para o alívio dos sintomas apresentados, mas também para o diagnóstico precoce e a prevenção das doenças que, concomitantemente, incidem nessa fase da vida, tais como o câncer de mama e o de endométrio, por exemplo.

 

REFLEXÃO

 

                        Depois de ter lido o que dissemos sobre o climatério e menopausa, não vá pensar que menopausa é um horror, porque não é! Trata-se de um dos períodos mais ricos da vida da mulher, desde que esta tenha a sabedoria de aproveitá-lo.

                        Menopausa é um período em que a mulher pode cuidar mais de si, pois seus interesses, pessoais e profissionais, já estarão definidos, e a experiência de vida lhe permitirá mais realizações. Sem contar que, sem se preocupar com gravidez, ela poderá aproveitar mais os prazeres do sexo. Mas é na menopausa, também, que o reflexo da escolha entre ter ou não ter tido filhos costuma se manifestar.

                        Ser portadora do dom da vida é um privilégio do qual algumas mulheres preferem se abster, pois encontram outros encantos na vida e preferem percorrê-la sem a responsabilidade que um filho acarreta. Essas mulheres, quando não são criticadas pela sociedade, são incompreendidas pelos que as cercam. Com isso, sofrem por ter escolhido desperdiçar o dom que a natureza lhes deu e, talvez, na menopausa, se sintam deprimidas por terem feito essa escolha.

                        Por outro lado, mulheres que escolheram ter filhos podem se identificar de maneira excessiva com o papel de mãe e, na menopausa, talvez sintam que a vida, literalmente, lhes foge ao controle, pois não terão mais a capacidade de gerá-la. Então, podem ter um profundo sentimento de perda.

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. cinira fernandes
    maio 27, 2011 @ 10:29:54

    Adorei o artigo sobre Reposição hormonal. tirei minhas duvidas. Li muito a respeito dos hormonios bioidenticos, acho ótimo, mas dizem que é muito caro, e dificil de achar. É uma pena se for realmente o preço que vejo as pessoas falando, eu e milhões de outras mulheres não vamos poder utilizar este produto.QUE PENA. fica aqui meu comentário. Muito obrigado . Um abraço a todos. Cinira LIMEIRA SP

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: