ACUPUNTURA ALIADA CONTRA A DOR

Acupuntura é aliada contra a dor e efeitos adversos
Entrevista com o médico acupunturista Maurício Brigagão Verderame
 
Uma das terapias complementares que podem ajudar o doente de câncer é a acupuntura. Indicada no alívio da dor, a acupuntura é uma ferramenta que pode ser vantajosa durante qualquer fase do tratamento, porque não exclui nenhuma outra terapêutica nem apresenta incompatibilidade com qualquer medicamento, seja ele voltado para a redução da dor ou para o combate ao câncer propriamente dito, explica o médico acupunturista Maurício Brigagão Verderame.
“A acupuntura ajuda a minimizar a dor e pode até reduzir a necessidade de medicamentos específicos para o controle da dor”, explica Verderame, ressaltando que a redução no uso de medicamentos não se aplica àqueles voltados diretamente ao combate ao câncer, como os quimioterápicos.
O médico lembra que a terapia do câncer, de comprovada eficácia principalmente quando a doença é diagnosticada precocemente, permanece a tradicional, o que inclui radioterapia, quimioterapia e cirurgia, em determinados casos. Mas ele explica que a acupuntura pode servir ainda para reduzir os efeitos adversos da quimioterapia, como náuseas, vômitos e dores de cabeça.
Para a aplicação da técnica, o médico utiliza agulhas descartáveis feitas em aço inox. “Não se justifica mais o uso de outros materiais ou de jogos de agulhas que o paciente mantenha em seu poder e traga na consulta seguinte”, afirma Verderame. O uso das agulhas descartáveis garante a segurança do procedimento e dá maior tranqüilidade ao paciente, principalmente se ele estiver com sua imunidade em baixa em função da quimioterapia.
As sessões duram cerca de 45 a 50 minutos e podem ser feitas de uma a três vezes por semana no máximo. As agulhas são colocadas em pontos de ação geral para tratamento de dores e em outros específicos, dependendo do local onde o paciente sente dor.
O acupunturista explica que a técnica visa a estimular a liberação de neurotransmissores como a endorfina, que são o equivalente interno do organismo aos opióides, utilizados no combate à dor, e a serotonina, equivalente aos antidepressivos químicos empregados para potencializar os analgésicos administrados contra a dor.
A duração dos efeitos da acupuntura varia em cada paciente. Para uma minoria essa técnica não surte efeitos, para outros o alívio pode ser grande. Embora a legislação brasileira admita que a acupuntura possa ser praticada por profissionais não médicos, é aconselhável que o paciente com câncer, por passar por fases de maior debilidade, escolha um profissional médico para essa técnica.
 
Publicado em 04/01/2007

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: