MEDITAR AUXILIA SISTEMA IMUNOLÓGICO

Entrevista com o psicólogo José Roberto Leite, da Unifesp
 
Reduzir o estresse, diminuir a hipertensão arterial e melhorar o sistema imunológico são alguns dos benefícios que podem ser alcançados com a prática da meditação. A afirmação é do psicólogo José Roberto Leite, coordenador da Unidade de Medicina Comportamental da Unifesp – Universidade Federal de São Paulo.
A meditação é um processo voluntário em que se cria um estado alternativo de consciência em função da focalização no eu interior. A pessoa fecha o foco de sua atenção em si mesma e passa a ignorar os estímulos vindos do ambiente. O processo meditativo implica respostas de relaxamento muscular e a eliminação da análise de conteúdo do pensamento. Isto é, afasta a pessoa de suas preocupações, distanciando-a do processo cognitivo do raciocínio, mantendo sua mente tranqüila, desocupada, em estado contemplativo.
O processo é acessível a praticamente qualquer pessoa, afirma o especialista, não sendo recomendado apenas para quem tem doenças psiquiátricas graves, como esquizofrenia ou transtorno bipolar, por exemplo. Para pacientes com doenças crônicas, como a hipertensão ou diabetes, ou para aqueles que requerem tratamentos longos ou complexos, a meditação pode trazer uma série de benefícios, reduzindo o estado de ansiedade provocado por esses quadros de saúde.
Segundo o psicólogo, há técnicas simples para se chegar ao estado meditativo. As mais comuns são as que trabalham a respiração, seja com a pessoa se concentrando no movimento respiratório, seja realizando a contagem de seus movimentos de respiração. Há também técnicas mais elaboradas, como a chamada meditação de plena atenção, que atua em frentes diversas, como a focalização na ação presente, a realização de exercícios de alongamento com base na ioga e o escaneamento corporal.
"A focalização na ação presente consiste em voltar a atenção plenamente para o que se está fazendo no momento e o escaneamento corporal é atentar para as sensações de cada parte do corpo isoladamente", completa o psicólogo.
Para ele, é possível iniciar uma prática meditativa por conta própria, mas há também a possibilidade de consultar bibliografia especializada ou passar por treinamentos com profissionais diversos. Na Unifesp, o Instituto de Medicina Comportamental oferece quinzenalmente palestras com atividades práticas abertas ao público. Os interessados podem inscrever-se gratuitamente pelo telefone (11) 5082.2382.
 
Publicado em 16/02/2007

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: