NOVO TRATAMENTO – PORTUGAL E ISRAEL

Portugal e Israel descobrem novo tratamento
 
Uma equipa de investigadores de Portugal e Israel descobriu uma forma de melhorar o tratamento dos casos mais agressivos de cancro da mama.
Segundo pode ler-se na edição desta segunda-feira do jornal Público, no estudo, publicado na edição on-line da revista Nature Cell Biology, os cientistas demonstram como uma molécula conhecida por EGFR (sigla que, em português, significa «receptor do factor de crescimento epidérmico») se relaciona com os agressivos carcinomas de tipo basal. Entre dez a 15 por cento dos cancros de mama diagnosticados são deste tipo.
«Estes resultados são muitíssimo animadores, pois mostram que estamos muito próximos de poder bloquear a capacidade metastática deste tipo de cancro e deste modo aumentar substancialmente a sobrevida dos doentes», referem os investigadores do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (Ipatimup) e do Instituto Weizmann, de Israel.
Ao contrário dos carcinomas que têm receptores de estrogénio e, por isso, respondem à terapêutica hormonal (Tamoxifeno) ou ao Herceptin, estes tumores de tipo basal não têm um alvo terapêutico definido.
30-07-2007 8:59:10
 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: