“GUERREIRAS” DO CÂNCER MOSTRAM SEIOS RECONSTRUÍDOS EM LIVRO

3103058_mel_13111724_chrystele_2A3111955_gill_1A3113445_judith_1A31172_debbie_1a27/11/2007
 
 
O livro The Boudica Within (A Boudica Interna, em português) traz imagens de 23 mulheres com idade entre 20 e 80 anos que sofreram cirurgia plástica de reconstrução dos seios. Na foto acima, a paciente Mel. Mãe de dois filhos, ela fez a cirurgia há um ano e conta que ficou mais confiante depois da reconstrução.

A cirurgiã plástica britânica Elaine Sassoon entrou em contato com 90 de suas pacientes para organizar o livro. No total, 23 delas concordaram em ser fotografadas. Uma delas, Debbie (acima), descobriu que tinha a doença em 2002. Hoje com 49 anos, ela decidiu fazer a reconstrução três anos depois de ser diagnosticada.
As fotos do livro são da fotógrafa Andrea O’Hare. Ela foi uma das pacientes de Sassoon e escolhida pela médica para fazer as imagens do livro. Na foto acima, Chrystele, uma das pacientes mais jovens do livro. Ela fez mastectomia com 32 anos e afirma ter ficado feliz em ter os seios simétricos depois da reconstrução.
Para a cirurgiã Elaine Sassoon, o principal desafio da reconstrução mamária é oferecer a opção de cirurgia correta para as pacientes. Ela foi uma das pioneiras na reconstrução por retalhos cutâneos das artérias perfurantes, técnica que usa retalhos da pele da própria paciente para reconstruir os seios. Na foto, a paciente Gill, que antes da cirurgia tinha vergonha de usar roupas de banho.
Sassoon conta que enquanto algumas pacientes não apresentam mudanças depois da cirurgia, para a maioria a reconstrução tem impacto positivo. É o caso de Judith, 58, fotografada acima. Ela decidiu começar a viajar mais e se preocupar mais consigo mesma depois da cirurgia. "Eu coloquei minha vida no eixo", afirma.

 
 
Um livro recém-lançado na Grã-Bretanha celebra a coragem de mulheres que enfrentaram o câncer de mama mostrando retratos de sobreviventes exibindo seus seios reconstruídos.
 
Intitulado The Boudica Within (A Boudica Interna, em tradução livre), em referência à uma antiga rainha guerreira celta, Bouduica, que liderou uma revolta contra tropas de ocupação romanas, o livro traz imagens de 23 mulheres com idade entre 20 e 80 anos que sofreram cirurgia plástica de reconstrução dos seios na região de Norfolk, leste da Inglaterra.
 
O livro foi organizado pela cirurgiã plástica Elaine Sassoon, chefe do Departamento de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário de Norwich e Norfolk.
Além das fotos, as pacientes relatam no livro suas histórias sobre como a doença afetou suas vidas e o impacto da cirurgia de reconstrução mamária.
 
As fotos são da fotógrafa Andrea O’Hare, uma das pacientes de Sassoon. Ela passou pela cirurgia em novembro de 2006 e foi escolhida pela cirurgiã para fazer as imagens do livro.
“Quando cheguei ao hospital para implementar a unidade de reconstrução mamária, meus colegas disseram que as mulheres da região não queriam seios novos”, afirma Sassoon. “Segundo eles, elas eram fazendeiras com os pés no chão e com coisas mais importantes para se preocupar”.
 
A idéia de fazer um livro começou em 2004. A cirurgiã mostrava às mulheres indecisas sobre o processo cirúrgico, fotos de pacientes que haviam passado pela cirurgia e daquelas que optaram por não fazer. Foi então que a médica começou a pensar em publicar um livro com as imagens.
Somente em 2006, depois de realizar a cirurgia na fotógrafa Andrea O’Hare, é que a realização do livro se tornou possível.
 
“As pacientes são alegres, corajosas e têm muito senso de humor”, afirma a cirurgiã. Para ela, o impacto do livro nas mulheres foi positivo. “Para algumas pacientes, o livro aumentou de forma significativa a auto-confiança . Uma delas, que nunca havia entrado em um avião, vai escalar a muralha da China para caridade!”, revela.
 
 
Fonte: BBC Brasil
 

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Angela maria da silva
    mar 30, 2012 @ 01:00:32

    sou paciente ,fiz mastectomia em dezembro de 2007,perdi toda auto-estima,tenho 43 anos e aguardo ainda pela reconstrução,as vezes penso que esse dia nunca vai chegar,,,mas de qualquer forma sobrevivo insegura de retornar ao meu trabalho

    Responder

    • grupomamacancer
      abr 01, 2012 @ 17:28:02

      Boa tarde Angela Maria……fiz mastectomia em 2002, até hoje não fiz reconstrução, também não pretendo fazê-la. Uso protese externa que adapto ao sutiã. No inicio você acha estranho mesmo, mas com o tempo se acostuma.Não se sinta mal, você não é apenas um par de peitos….você tem sentimentos e não deixou de ser mulher por causa disso. Se você quer fazer a reconstrução faça sim…..eu optei por não fazer. Erga a cabeça e siga em frente. Não desista nunca…..
      Atenciosamente
      Tãnia

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: