CICATRIZAÇÃO

A radiação em doses de tratamento não atrapalha a cicatrização. Ao contrário, pacientes com tendências a formações de quelóides são beneficiados com o uso da radioterapia sobre a cicatriz. A formação de cicatrizes salientes além de interferir negativamente no aspecto estético é responsável por sintomas como prurido e dor local.

Quando se manipula cirurgicamente a axila há risco de acúmulo de linfa, podendo formar verdadeiras bolsas deste material que chamamos de seroma. É preciso realizar várias punções e a radioterapia pode contribuir reduzindo a formação de linfa.

Recomenda-se iniciar a radioterapia após a retirada dos pontos da cicatriz cirúrgica, ao redor de três a quatro semanas pós-operatórias. Cicatrizes com infecção ou deiscência necessitam de um período maior para o início da radioterapia.

Dr. Sergio Esteves

Radioterapeuta do Hospital das Clínicas da Universidade de Campinas (UNICAMP).

Fonte: http://www.mamainfo.org.br

 

Anúncios

Comentários desativados.

%d blogueiros gostam disto: